Aulas de sexologia e os “coninhas” da turma

Duas professoras foram julgadas nos Estados Unidos por terem tido relações sexuais com um aluno menor, de 16 anos.

Não percebo, não percebo por dois motivos, porque razão ainda é noticia algo deste género, visto que cada vez é mais banal por todo o mundo este tipo de acto, como também não percebo que raio têm estes alunos de hoje em dia contra este tipo de aulas mais práticas.

Senão vejamos, antigamente era um “ai jesus” falar-se de sexo na escola, depois lembraram-se que seria fantástico ter-se aulas de sexologia e agora, que há uma melhoria, para alguns, de aprender de forma mais eficaz, o assunto vai parar a tribunal.

Não consigo perceber onde está a falha, se é na forma de educar, ou se os alunos congratulados a esta aula prática serem um coninhas.

É que a mim nunca aconteceu algo do género, e com o lote de professoras que tive, acho mesmo que a sorte teve do meu lado, professoras de antigamente não agradavam tão visualmente como hoje em dia, é um facto, mas agora estes conas, que “ah o mangalho não levantava enquanto a professora andava a lamber carpetes alheias” é justificação para mandar a situação a tribunal?? Meu caro, não queres, dizes à professora, que há quem queira… mania destes putos de hoje em dia serem uns egoístas de primeira.

Este puto que não gostou, ao menos devia ter preenchido um inquérito de satisfação do cliente, para a professora e a sua amiga, terem forma de perceber como melhorar as suas performances de demonstração, porque esta modernice, é definitivamente o futuro.

Para além que este pirralho já estava chumbado à disciplina… sim, o que rapaz fez foi apenas mostrar uma clara falta de interesse à disciplina, prefere jogar à bola a aprender novas matérias, depois não admira que as más notas estejam sempre presentes de forma negativa nas estatísticas escolares. É à pála deste tipo de aluno que a educação não anda para a frente.

Isto para mim resolvia-se de forma simples, ao invés de se ir a tribunal… se fosse pai do puto era logo um par de estalos na fronha, e obrigava-o a repetir as aulas de sexologia, mas desta com a minha professora da altura, uma velha gorda, desdentada e com um verruga no alto da testa, para ver se o puto aprendia a lição e não rejeitava certas regalias que o ensino lhe proporcionou.

Anda um pai a vida inteira a descontar para a educação para depois o puto fazer uma coisa destas, uma vergonha!!!

Para a próxima já sabem, aproveitem e estejam calados…

Rurouni Kenshi, a lenda está viva!!!

Rurouni Kenshi, diz-vos alguma coisa??? Battousai??? Não, então e se for… Samurai X?!

Ah pois é… esse já é mais fácil de apanhar, e sim… essa mítica personagem tem um filme sobre ele. Perdão, não um, mas TRÊS, três filmes para contar mais ou menos a história original dos desenhos animados do nosso tempo, e também dos mangas que saíram sobre ele. (mais…)

Os cinco tipos de mulheres com quem te deves casar

22817c8ac068bab5993ccffbeff369c9

Os cinco tipos de mulheres com quem te deves casar… por interesse, por estupidez ou até mesmo por seres tipo muito machista.

Se estás farto de levar tampas de miúdas, se já te enfadaste de miúdas com mania que são divas, fotografas, modelos e maquilhadoras dum bairro social qualquer, eis a tua solução.

Apresentamos-te as cinco profissões que melhor encaixam numa mulher, que tu, seu egocêntrico e oportunista de merda, não vais querer perder. (mais…)

A Champions de São Valentim

456

Macho que é macho, que é benfiquista e tem namorada sabe que este dia é mais que especial que há. Hoje é uma espécie de bónus para este senhor… ou então não, será apenas um dia em que está completamente na merda…

Terça-feira, dia de São Valentim e dia de jogo da Champions para o Benfica…  das três uma, ou tem uma namorada que gosta de futebol, ou tem uma namorada que não gosta de futebol e se acha independente, ou então, e por fim, terá uma namorada que não gosta de futebol mas que não tem autoridade nenhuma na relação.

Destas três podemos afirmar que apenas somente com uma delas, não conseguiremos ser felizes, senão vejamos:

A namorada que não gosta de bola e se acha independente:

Neste caso, será sem dúvida o mais complicado para o amante de futebol, pois sabe que se pisa o risco lá vai a relação à vida, este dia é uma espécie de minesweeper, se falha o sítio onde se apresentar à sua mulher, já era… neste caso, não será de certeza o estádio da Luz (fica a dica).

Este é o homem que gosta de vida no limite, o que arrisca, sabendo que qualquer seja a sua opção escolha, dada pela mulher, será ele a pagar, literalmente, e que sabe que não terá grandes benefícios para o seu dia e ainda sofrerá até descobrir se conseguirá conquistar o objectivo principal da noite… pinar!

Este é aquele que acorda e já sabe que está destinado a falhar a ida à bola com os amigos, aquele que abdicou dumas férias em Havana apenas para ter dinheiro durante o dia de hoje.

O dia em que o tudo se passará às ordens e gostos da namorada, ela é que decide o que se vai fazer, onde, como e quando… mas que quem paga, é o amor da sua vida… a conta bancária do namorado.

O dia até pode começar caloroso e romântico, mas com o passar do tempo passa a ser monótono e vai acabar por chegar à noite a comer num restaurante sem sport tv, onde um vinho custará pelo menos 25€, o copo, e onde se passará fome para mostrar-se um tipo civilizado, que após esse sacrilégio irá ainda passar pelo terror, de entrar numa secção de cinema extremamente agradável, para ela, para assistir ao segundo capitulo daquela saga maravilhosa das ’50 sombras de grey’.

Após o terror de praticamente 24horas passado eis o momento de decisão e pelo qual ele aguarda o dia todo.

O momento em que ela irá decidir se quer pinar, ou falar e discutir a porcaria do filme que esteve a ver, enquanto ele, desoladamente tentou encontrar uma parte em que pudesse reanimar o seu menino de estimação sem qualquer resultado positivo.

O mais provável é acabar por adormecer e perder por completo o glamour desta noite ao som da namorada a falar que o filme era excelente.

A namorada que gosta de futebol:

Esta será sem margem para duvidas o melhor de dois mundos, quer pinar, gosta de futebol e ainda vai curtir do dia, nem que seja numa tasca a comer tremoços e abraçada ao seu namorado.

Com ela não há problemas, apenas facilidades, ambos não terão qualquer problema em decidir o que fazer durante este dia, será apenas, acordar, jogar fifa, ir jantar ao Mr. Pizza do Colombo e deslocarem-se à catedral para usufruir do seu tempo a ver a equipa que os une num só pensamento, a equipa de arbitragem, não o Benfica …

E acabam a noite em pleno, independentemente do resultado… a pinar.

A namorada que não tem autoridade na relação

Já a ultima opção, bem… tem tudo para correr bem para ele… já ela, duvido que vá gostar, e acredito piamente que será uma mulher que no futuro próximo se tornará numa forte candidata a líder de um grupo de feministas do bairro onde mora, visto que será com certeza uma pita que mora na linha de Sintra e que acha que o namorado lhe parte o focinho com razão.

Neste caso, será sempre um mar de rosas para ele.

Vai à bola, quer ela queira ou não, porque leva no focinho qualquer das formas, embebeda-se, vê o jogo, diverte-se a mandar uns belos piropos ofensivos para os árbitros e equipa adversária… e caso o jogo corra mal à sua predilecta equipa, chega a casa, e com o frio que está, aquece violentamente as suas frágeis mãos duma forma rápida e eficaz na cara da mulher… que sem saber como nem porquê no dia seguinte estará a contar à suas amigas a sua grande aventura pela sua casa de banho onde os moveis ganharam vida e se intrometeram no seu caminho incessantemente.

Num dia tão romântico como este, e decisivo para qualquer relação, nada melhor do que o homem poder decidir qual destas três personalidades quererá ser durante o dia de hoje.

Irritações: Blogs de roupa

roupa

A nova moda que anda a correr youtube e blogs, miúdas a falar de roupa.

Algo que não percebo de todo e que me irrita ver o seu crescimento abrupto e repetitivo.

Desde blogs de maquilhagem a blogs de roupa, que simplesmente servem para mostrar ao mundo a sua eterna futilidade por roupa, maquilhagem e viagens, sim porque estas meninas de hoje em dia, e que praticam esta atrocidade de blog/youtube, basicamente querem mostrar o quão ‘fashion’ são e quão viajadas estão.

Nada contra a vida fútil das mesmas, eu até viajo e tenho prazer nisso, agora o que fazem para criar conteúdo, para uma página, que desejam à força toda expor ao mundo para conseguir dinheiro de forma nada original é absurda.

Começando desde logo pelas miúdas que apostam no modelo de blog de roupa… “roupa que usei em Londres”, “Indumentária para Paris”.

Qual é a ideia??? Tipo, também viajo, e não preciso de mostrar ao mundo que raio ando a vestir em viagem, principalmente em países ocidentais e que têm o mesmo, ou parecido, estilo de vida que o meu…

Tem piada, e seria original, se fizessem um artigo “Eu na Síria” e estavam elas a relatar o  quão ridículo, é para elas, passar o dia inteiro a levar com 42º graus de calor dentro duma burka preta em que a viseira é toda em renda, ou irem para a selva Amazónia encherem-se de picadas de mosquitos e andarem em trajes de palha (pensavam que ia dizer trajes menores, nahhh isso já elas andam). Isso sim, valia a pena fazerem, agora todas apostarem no mesmo estilo de argumentos a competir umas com as outras para ver quem é que se veste melhor, ou qual é que tem mais estilo a vangloriar-se pela europa…tenham juízo.

Se vou para o estrangeiro a ultima coisa que quero é andar a armar-me em diva… quero é aproveitar ao máximo a viagem para conhecer a região, cultura e pessoas, não é andar-me a mascarar e fingir que sou daquela região por é “engraçado”.

Irrita-me solenemente depois de criarem um artigo todo pomposo a falar das roupas e combinações que usaram naquela viagem de sonho, irem para as redes sociais colocar o artigo, extremamente original, em tudo o que é sítio, de forma a conseguirem os ditos followers. Será que não percebem que já houve umas quinhentas miúdas que fizeram exactamente a mesma coisa, e que só estão a encher a internet de coisas desnecessárias?!

Eu tenho blog e não por o ter que o vou colocar em todo o lado para ter seguidores, não…

Aliás, eu acredito que as pessoas que gostam apenas de ter os seus blogs/paginas de youtube, e que o fazem apenas por gosto, não precisam de andar a infestar a internet com o seu produto, partilham apenas no seu mural de facebook, twitter, simples… não procuramos fama como as pseudo-entendedoras de moda, que se orgulham de não ser originais, fazem.

Há tanto bom blogger que existe neste mundo (e não me incluo nele… um tipo que escreve no blog de ano a ano, é das ultimas pessoas a poder considerar-se bom) que têm uma qualidade soberba de matéria e informação que pouco ou nada se fala deles, dou o exemplo, (sem os mesmo saber da publicidade que estou a fazer) do ‘Um restaurante a 2’  que aposta num estilo engraçado e cultural de conhecer locais de petisco. Ou outro género de blogs onde se encontrae sem+re opiniões fundamentadas sobre algo e com, que actualmente neste caso, tal como eu anda meio desaparecido da web, ‘Sentidos Despertos’.

Se houvessem mais blogs assim, a internet seria tão “mais melhor boa” e menos fútil…